Como acabar com seu casamento em 4 passos – DEFENSIVIDADE

defensividade

“Sou só eu, claro. Você não, né?”

Hoje, vou te ensinar a apimentar mais a sua relação dando uma de vítima, mais uma coisa que você pode fazer para acabar com seu casamento.

Para quem não me acompanhou (tolinha!), escrevi semana passada sobre criticismo, que basicamente baixar a bola do seu parceiro dizendo que ele fez algo errado porque ele é ruim mesmo. O criticismo e a defensividade (que você vai aprender hoje) são dois dos quatro comportamentos tóxicos que você pode adotar para adicionar muito, mais muito drama no seu casamento, e até acabar com ele só para ter que começar tudo de novo (com a mesma pessoa ou um novo ´algoz´).

Nota da autora (de novo): se quiser ter um casamento feliz e duradouro é só fazer o contrario do que escrevo aqui e mandar meu sarcasmo ir catar coco!

– ´E de onde você tirou isso tudo, Viviane?’

– ´num momento epifânico (salve, Clarice!), tive uma revelação…`

‪#‎sqn‬

Tem um psicólogo muito f… (Mocinha não fala palavrão. Só insinua.) nos EUA chamado John Gottman, que trabalha junto com a esposa há mais de 30 anos com análise de relacionamentos e estabilidade conjugal. Pelos nomes difíceis, você vê que o cara é foda mesmo (Opa, desculpa! Escapou…) Basicamente, o Dr. Gottman realizou vários estudos com casais ao longo de vários anos (em seu Laboratório do Amor e também observando os casais no seu dia a dia) e desenvolveu um método que consegue prever se os dois parceiros terão um casamento feliz e duradouro, medíocre e sofrível ou se irão se separar. Seu teste de menos de 10 minutos ficou famoso porque consegue prever o destino dos casais com 90% de acerto.

Há dois anos, uso o método da Casa do Amor para trabalhar casais ou apenas um dos parceiros de forma que consigam identificar os quatro comportamentos tóxicos em si e/ou no parceiro e possam aplicar antídotos para eliminar essas ações que destroem a relação.

Além de eliminar os comportamentos tóxicos, eu trabalho com meus coachees para construírem com seus parceiros a Casa do Amor, a outra parte do método do Dr. Gottman, que tem sete etapas para desenvolver um casamento feliz e duradouro, onde os conflitos permanentes (aqueles que existem porque você e seu parceiro são pessoas diferentes) sejam administrados com harmonia.

Como você vê, tem gente querendo e trabalhando para viver uma relação ´anúncio de Molico´, onde você caminha feliz e saltitante, vestida de branco, na praia, bronzeada, make e cabelo mara tipo Gisele Bunchen, sorrindo com dentes brancos e halito puro para o seu maridozinho. Todos os dias. (tédioooooo!)

Agora, para ter aquele casamento bem temperado, ´con pasión´, tango e outros dramas, você pode adotar a defensividade. Ela pode ser usada sozinha, para rebater o criticismo do seu parceiro ou ainda, junto com o SEU criticismo.

Basicamente, DEFENSIVIDADE é você se defender do que você pensa ser um ´ataque´ do seu parceiro, ao invés de escutá-lo e procurar entender o que ele realmente precisa/quer. Em outras palavras, é tirar o corpo fora de qualquer responsabilidade sobre o assunto em questão. Esse comportamento tem algumas formas bem comuns:

* Casamento COM EMOÇÃO *

Você pode:

a) atacar o outro: “Sou só eu que faço isso. Você não, né?” (essa é boa pra se defender de uma crítica e continuar sem resolver nada)
b) proclama inocência: “Eu não fiz nada disso. Juro!” (e aí vem uma baita historinha…)
c) se mostra ultrajada: “Como você tem coragem de pensar isso de mim?”
d) banca a vítima: “É. Eu faço tudo errado mesmo. Não devo servir pra nada mesmo.”

* Casamento SEM EMOÇÃO *

Tô supondo aqui que você queira o Casamento Molico, tá?

Se seu maridão vier te ´atacando´, baixa a guarda: RESPIRA E ESCUTA. Quando a gente se sente atacada, o corpo reage com ansiedade, preparando você para uma briga ou fuga. Sua respiração fica rasa e alta, seu coração acelera e o pensamento pode ficar confuso (menos oxigênio no seu cérebro dá nisso). Você fica totalmente governada pelo seu sistema límbico, a parte do cérebro que governa as emoções e reações rápidas. Nada de raciocínio nessa hora. O cortex ´desliga´ e por isso você pode não pensar direito.

Para não chegar a este ponto de ira com seu parceiro, se você se sentir atacada, respire profundamente algumas vezes, movendo bem o diafragma. E escute o que ele diz. Aqui vale também perguntar a ele ´o que exatamente você precisa/quer nessa situação?´
Esteja preparada para ASSUMIR A RESPONSABILIDADE E AGIR para melhorar a situação sobre a qual vocês discutem.

Aliás, lembre que, mesmo que for um ataque (um criticismo, por exemplo), seu parceiro só não está sabendo comunicar para você uma necessidade que ele tem. É igual criança fazendo birra. E de verdade, somos todos crianças. Apenas, mudamos a linguagem e os brinquedos. Então, nem perca seu tempo se sentido atacada. Não leve para o lado pessoal, não se identifique com a bronca. Apenas pense que é uma pessoa tentando comunicar uma necessidade que não está satisfeita. Respire, ouça-o e negocie.

CREDOOOOOOOOOO!

Tá vendo como dá mais trabalho fazer tudo certinho?

Precisei só de cinco linhazinhas pra te ensinar como ser mais dramática e mais que o dobro pra falar de como fazer as coisas darem certo.

Cansou a minha beleza. Fui!

Até a próxima e um beijo no seu coração

Viviane Delvaux

– ´Ai, para Viviane! Ficou sensível, é? Credo…´

‪#‎gottman‬ ‪#‎johngottman‬ ‪#‎maisvocemaisvida‬ #casamento #comportamentotoxico #relacionamentos

 

Anúncios

Um comentário sobre “Como acabar com seu casamento em 4 passos – DEFENSIVIDADE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s