Como acabar com seu casamento em 4 passos – OBSTRUÇÃO

“Tá falando com a parede…”

Aviso da autora (Agora já deu, né? Última vez…): se quiser ter um casamento feliz e duradouro é só fazer o contrário do que escrevo aqui e mandar meu sarcasmo ir ver se você está lá na esquina, sentada num penico de ouro!

Depois de quase um mês que tô aqui te falando o que fazer para criar bastante drama no seu casamento e acabar com ele e com seu parceiro, que agora já deve estar doente de tanto discutir, espero que você já tenha um bom domínio de fazer críticas e desprezar o seu maridinho (ou similar), e se defender dos ´ataques´ dele (ou vê-lo tentar se defender dos seus em vão, tadinho.).

Me despeço dessas lições de ouro com o que considero o nível doutorado em comportamentos tóxicos no casamento: a obstrução.

Vamos a ela…

 

* Casamento COM EMOÇÃO *

Quando um casamento já está detonado há algum tempo, com críticas e desprezo de um lado e defensividade do outro, o parceiro que se sente atacado simplesmente se desliga das discussões.

Para não continuar escalando uma briga, ele desconecta, pensando que assim evita mais conflito.

Durante uma conversa normal entre duas pessoas, o ouvinte dá várias pistas de estar escutando o outro:

  • faz contato visual
  • balança a cabeça em concordância ou não
  • verbaliza, tipo ´aham´, ´tá´, ´uhum´, etc.

Quando o cara já encheu o saco de te ouvir e não aguenta mais tanta hostilidade sua, ele sai fora da ´conversa´ fisicamente (simplesmente se retira do recinto, no meio da conversa) ou emocionalmente (não reage e deixa a você com a sensação de que tá falando com as paredes). A essas alturas, o sujeito obstruiu qualquer chance de diálogo ou cooperação com você. Parabéns! Você tá levando o cara a loucura.

 

* Casamento SEM EMOÇÃO *

Aqui, como nos outros três texto anteriores, você aprende como viver com seu parceiro, como dois pombinhos num ninho de amor…

Se você sentir que vai se fechar, sinalize que está ouvindo seu(sua) parceiro(a) e diga que não se sente em condições de conversar no momento. Comprometa-se com ele(a) a retomar o assunto em outra hora.

Se você for homem e estiver obstruindo, procure aumentar a produção de ocitocina em sua parceira, através de carinho físico e apoio verbal. A ocitocina é o ´hormônio do afeto´ porque reduz a pressão sanguíneo e o estresse, além de facilitar a conexão entre as partes envolvidas (parceiros amorosos, mãe e filho são os exemplos mais fortes).

Se você for mulher, não insista na discussão se perceber seu parceiro obstruindo. Evite a obstrução iniciando a conversa de forma suave, com calma e neutralidade, atendo-se somente aos fatos. Nunca comece uma discussão se estiver ´inundado psicologicamente´ com pensamentos e sentimentos negativos em relação ao parceiro.

******

Querida (se você for homem, problema seu), agora você já tem as melhores armas para fazer uma reviravolta nessa sua vidinha pacata, medíocre e feliz. Vai que é tua! E não me decepcione, heim?

 

Beijo no seu coração (erg! que piegas…),

Viviane Delvaux

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s